Social Icons

Featured Posts

Tratamento Natural Para Àcido Úrico

Doença caracterizada por inchaço, inflamação, dor e sensibilidade nas juntas. Pode afetar as articulações dos pés, base dos dedos, joelhos, tornozelos, pulsos e dedos das mãos.

Gengibre e seus benefícios na medicina

O Gengibre é indicado para dores musculares. Saiba mais sobre a grande importância que este alimento tem para sua saúde.

Açafrão

Saiba o poder que tem esta planta indiana para a sua saúde e bem estar.

Erva-cidreira

Indicada para Regular menstruação, cólicas, tem efeito tônico no útero e, às vezes, pode ajudar em casos de esterilidade, insônia nervosa, problemas gastrintestinais funcionais e outros problemas.

Quiabo

Informações medicinais, indicações, tratamentos e outros benefícios presentes no Quiabo.

Plantas, ervas e tratamentos mais pesquisadas

terça-feira, 24 de junho de 2014

Hérnia - Tratamento Natural através das Plantas

Indicações de tratamentos para hérnias através da medicina das plantas e ervas.


A hérnia é geralmente uma bolsa formada pela membrana que reveste a cavidade abdominal (peritônio). A hérnia sai por um orifício ou área frágil na fáscia, a camada forte da parede abdominal que envolve o músculo.



TRATAMENTOS ATRAVÉS DAS PLANTAS:

Cana-do-brejo - Haste e raízes secas. Triturá-las até obter o pó. Adicionar água e fazer cataplasma local, com duração de 2 horas. Usar uma cinta apropriada para aplicar a cataplasma.
Chapéu-de-couro - Haste e raízes secas. Triturá-las até obter o pó. Adicionar água e fazer cataplasma local, com duração de 2 horas. Usar uma cinta apropriada para aplicar a cataplasma.
Cipreste - Chá das folhas e frutos (80 g para 1 litro de água). Fazer banhos locais 2 vezes ao dia, com duração de 10 minutos.
Fruta-pão - Látex produzido pela fruteira. Fazer aplicação local usando uma cinta apropriada.
Geoterapia - Compressa local de argila com cebola ralada e carvão vegetal 3 vezes por semana, com duração de 2 horas. Usar uma cinta apropriada para aplicar a compressa.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

Existem diversos tipos de hérnias, os mesmos são baseados nos locais onde ocorrem:

A hérnia femoral aparece como uma saliência na virilha. Esse tipo é mais comum em mulheres do que em homens.
A hérnia de hiato ocorre na parte superior do estômago.
A hérnia incisional pode ocorrer por meio de uma cicatriz se você já tiver feito cirurgia abdominal.
A hérnia inguinal aparece como uma protuberância na virilha. Esse tipo de hérnia é mais comum em homens do que em mulheres. A protuberância pode descer até o escroto.

A hérnia umbilical aparece como uma protuberância na parte inferior do abdome. Ela ocorre quando o músculo ao redor do umbigo não se fecha completamente.

ADVERTÊNCIAS:

Caso os sintomas persistam procure um médico, caso sinta algum efeito colateral com o uso das plantas suspenda o uso imediatamente e procure orientação médica.

Clamídia Tratamento na Medicina Natural com Plantas (Chlamydia)

Indicações de plantas e ervas naturais para o tratamento da Clamídia (Chlamydia).


A clamídia é uma infecção que é transmitido sexualmente e afeta homens e mulheres. Seus sintomas são muito leves em mulheres ea maioria das mulheres não chegou sequer a saber sobre ele até que a doença se evoluiu para doença inflamatória pélvica.
Nos homens, os sintomas são imediatos Chlamydia e inclui a alta dolorosa e dor ao urinar pela uretra. A infecção pode até se espalhar para o olho e causar conjuntivite. É importante para o diagnóstico de seus sintomas com a maior brevidade e tratá-lo o mais rapidamente possível. A clamídia também pode ser tratada com remédios caseiros à base de plantas.

TRATAMENTOS ATRAVÉS DAS PLANTAS:

Sage (Salvia officinalis) - É uma erva útil no tratamento da clamídia, um punhado de ervas frescas e adicioná-las a uma panela de água fervente. Deixar a água esfriar e beber esta solução de ervas ao longo do dia. Ela limpa o sistema mais rápido e acelera a recuperação. Você também pode usar essa água para preparar uma xícara de chá de ervas.

Alho - Outra medida simples é incluir o alho em suas refeições. O alho é muitas vezes referida como antibiótico natural. Tem fortes propriedades antivirais e antibacterianas que se revelam eficazes no combate à Clamídia. O alho também ajuda a construir a imunidade. Se você pode lidar com o gosto forte do alho, mastigar pedaços crus de alho, ou extrair o suco e beber duas ou três vezes por dia até o desaparecimento dos sintomas.

ADVERTÊNCIAS:

Uso excessivo do Alho:
* O consumo de alho aumenta o risco de hemorragias, uma vez que inibe a agregação plaquetária, retardando o tempo de coagulação, de modo que não deve ser consumido se estiver próximo a se someter a uma cirurgia dental.

* O alho deve ser consumido com cautela por pessoas que tomam hipoglicemiantes, porque pode reduzir os níveis de açúcar no sangue.

* As preparações com alho por via oral podem causar dor abdominal, perda de apetite, gases, arrotos, náuseas, vômitos, azia, diarréia ou constipação, por isso devem ser consumidos com precaução em caso de úlceras.

* Embora o consumo regular de alho nas comidas não é contra-indicado nem na gravidez, nem na lactação, sim esta proibido o consumo excessivo de suplementos de alho, eles poderam aumentar o risco de hemorragia e de alterar o gosto do leite da mãe.

* O uso tópico é contra-indicado em crianças, pois pode causar reações alérgicas, erupção cutânea e queimaduras na pele.

* Outros efeitos secundários incluem mau hálito, tonturas, dor de cabeça, febre, calafrios, ataques de asma e muco nasal.

Uso Excessivo do Sage:
Não foi encontrado contra indicações para o uso do Sage, mas não recomendamos que tome o chá em excesso, em média 3 vezes ao dia.

Caso os sintomas persistam procure um médico, caso sinta algum efeito colateral com o uso das plantas suspenda o uso imediatamente e procure orientação médica.

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Mastruz, Indicações e tratamentos com a Erva de Santa Maria

Informações sobre benefícios e tratamentos na medicina natural com o mastruz (Chenopodium Ambrosioides L.), também popularmente conhecida como Erva de Santa Maria.


O mastruz cresce espontaneamente em terrenos arredores de habitações, possui folhas verde escura, alongadas e de diferentes tamanhos, suas flores são pequenas e de cor esbranquiçada, tem cheiro forte e desagradável e atinge até 70 cm de comprimento. Pode ser comprado em alguns mercados e lojas de produtos naturais e tem o nome cientifico Chenopodium Ambrosioides.

DADOS DO VEGETAL:

Nome Popular: Mastruz (Erva de Santa Maria);
Nome Científico: Chenopodium ambrosioides L.;
Outros nomes: Ambrósia, quenopódio, erva-pomba-rola, erva-formigueira, chá-do-méxico, mastruço, erva-mata-pulga e uzaidela;

INDICAÇÕES E TRATAMENTOS:

Em especial é usado no combate a vermes intestinais, leia mais sobre isso.
O mastruz serve para o tratamento de rouquidão, circulação, pé de atleta, fraturas, gripes, varizes, hemorroidas, tuberculose, angina, asma, parasitas intestinais, repelente de insetos, bronquite, cãibras, resfriados, contusões.
Possui propriedade anti-inflamatória, expectorante, vermífuga, cicatrizante, aromática, sedativa, abortiva, digestiva, antifúngica, antimicrobiana e antiviral. 
O mastruz também possui propriedades que atuam na constipação intestinal, em coceiras e recuperação da pele ferida por ser emoliente.

MODO DE PREPARO:

Infusão: 1 xícara de cafezinho da planta fresca com sementes em 1/2 litro de água. Tomar 1 xícara de chá de seis em seis horas (vermífugo, estomáquico).
Sumo: 2 a 4 colheres de sopa do sumo das folhas para 1 xícara de chá de leite, uma vez ao dia – as crianças maiores de 2 anos devem tomar a metade da dose (peitoral).
Suco: 1 copo da planta picada com sementes para 2 copos de leite - bater no liquidificador e tomar um copo em jejum uma vez ao dia por três dias seguidos (poderoso vermífugo).
Cataplasma: Juntar 1 xícara de cafezinho de vinagre e 1 colher de sopa de sal, amassar a planta na mistura até obter uma papa. Colocar sobre o local afetado e enfaixar (contusões).
Geléia: pegar 4 bananas-nanicas maduras com casca, picar 1 copo de folhas de erva-de-santa-maria com sementes, meio copo de hortelã e 1 copo e meio de mel. Triturar bem as plantas em um pilão, juntar a banana e o mel e amassar bem. Levar ao fogo até dar o ponto de geléia, o que ocorre em poucos minutos. Dar 1 colher de chá duas vezes por dia ou passar na bolacha, pão, etc. (vermífugo).

VITAMINAS PRESENTES:

O mastruz carrega consigo várias vitaminas, como A e C e principalmente do complexo B. Além disso, possui cálcio, ferro, fósforo, zinco e potássio. Consequentemente suas propriedades são vastas, ela é um ótimo cicatrizante de machucados, isso porque, suas folhas carregam uma grande quantidade de óleos essenciais. A planta também é antibacteriana e antiviral.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

Contra indicações: O mastruz é conta indicado no caso de gravidez e em crianças com menos de 2 anos. O mastruz é uma erva medicinal tóxica e a orientação médica é necessária para definir a dose recomendada.
Efeitos colaterais: Os efeitos colaterais do mastruz incluem irritação na pele e mucosas, dor de cabeça, vômito, aborto, danos no fígado, náuseas e transtornos visuais caso seja usado em doses elevadas.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Quiabo (Abelmoschus esculentus) – Informações medicinais

Quiabo (Abelmoschus esculentus), informações e benefícios em tratamentos na Medicina Natural.

quiabo quiabo_paladar

Informações:

De origem africana e trazido para o Brasil juntamente com os escravos, o quiabo, é um exemplo de uso de alimentos da cultura brasileira. Sua presença compõe pratos típicos regionais, como o Caruru - quiabo cozido com camarão seco - ou mesmo na culinária mineira, com o Frango com Quiabo e o Refogado de Carne com Quiabo.Pode ser apreciado cozido , com tempero no óleo deixando bastante sequinho. Sendo este um fruto simples, seco, indeiscente, do tipo cápsula loculicida. Ele fresco é um fruto imaturo. Os quiabos têm forma de cápsulas, são verdes e peludos e apresentam um tipo de goma viscosa.

Benefícios para tratamentos médicos na Medicina Natural:

É Rico em Vitamina A é de extrema importância para a visão, pele e mucosas em geral.

Vitaminas:

850 U.I. de vitamina A
130 mcg de vitamina B1 (Tiamina)
75 mcg de vitamina B2 (Riboflavina)
0,70 mg de Vitamina B5 (Niacina)
25,80 mg de ácido ascórbico (Vitamina C)

terça-feira, 26 de abril de 2011

Amigdalite (Tonsilas Palatinas) – Tratamento através da medicina natural

Amigdalite (Tonsilas Palatinas), saiba mais informações sobre esta doença, e veja como tratá-la com o poder das plantas, na medicina naturalista.

amigdalite

As Amígdalas são pequenas estruturas arredondadas, em forma de amêndoa, localizados da parte de trás da boca, ao lado da garganta. Acredita-se que sirvam para ajudar a evitar infecções, produzindo anticorpos. As amígdalas também são chamadas de tonsilas palatinas e podem ser vistas quando se abre bem a boca.

Quando as amígdalas se inflamam, chamamos esta doença de Amigdalite.

Quais são os sintomas da Amigdalite?

Os sintomas da amigdalite podem variar bastante dependendo da causa da infecção e podem ocorrer subitamente ou progressivamente. Os sintomas mais comuns são:

Dor de garganta

Febre (alta ou baixa)

Dor de Cabeça

Diminuição do Apetite

Mal-estar geral

Náuseas e vômitos

Dor no pescoço

Vermelhidão na garganta com ou sem pontos de pus.

IMPORTANTE: Os sintomas da amigdalite podem ser comuns a outras doenças graves e sempre devem ser vistos por um médico. Sempre consulte um médico no caso de ter dor de garganta.

Tratamento:

Gargarejo com o chá das folhas do abacateiro.Combinar com chá de tanchagem para maximizar o efeito.

abacateiro tanchagem